Menu

Estudo alerta para os riscos de jantar depois das 19h.

08/09/16
Pessoas que comem tarde têm mais chances de não reduzirem pressão durante o sono
Pessoas que comem tarde têm mais chances de não reduzirem pressão durante o sono

A hora que se come pode ser mais importante do que a escolha dos alimentos ingeridos, indica estudo apresentado nesta quarta-feira no congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, que está sendo realizado em Roma, na Itália. De acordo com Ebru Özpelit, pesquisadora da Universidade Dokuz Eylül, na Turquia, jantar menos de duas horas antes de dormir provoca grande impacto sobre a pressão arterial, sendo mais danoso que o risco de uma dieta com muito sódio.

— Nós devemos definir a frequência ideal e os horários das refeições porque como nós comemos pode ser tão importante como o que nós comemos — disse Ebru, ao jornal britânico “Telegraph”. — Tomar café da manhã é importante, nós devemos tomar um forte café da manhã, e não devemos pular o almoço. O jantar deve ser pequeno, e não depois das 19h.

pacientes que comem sem um intervalo de duas horas antes de irem dormir têm 2,8 mais chances de manter a pressão alta durante a noite.
pacientes que comem sem um intervalo de duas horas antes de irem dormir têm 2,8 mais chances de manter a pressão alta durante a noite.

O estudo foi conduzido com mais de 721 pacientes hipertensos, com idade média de 53 anos, e revelou que a alimentação dentro de duas horas antes de dormir mantém a pressão elevada. Segundo os especialistas, isso pode ser explicado porque o ato de comer libera hormônios que estressam o organismo, quando ele deveria estar começando a relaxar. Pessoas que não veem a pressão sanguínea diminuir durante a noite possuem chances muito maiores de morte relacionadas a problemas cardíacos.

— Se nós comemos muito tarde, o corpo essencialmente se mantém alerta como durante o dia, em vez de relaxar para o sono — disse Ebru.

Os resultados apontam que os pacientes que comem sem um intervalo de duas horas antes de irem dormir têm 2,8 mais chances de manter a pressão alta durante a noite. Por serem hipertensos, essas pessoas já possuem maiores riscos de problemas cardíacos, mas se a pressão não diminuir durante o sono, os riscos são maiores ainda.

— É mais perigoso. Se a pressão sanguínea não cair mais de 10% (durante o sono), isso aumenta os riscos cardiovasculares e os pacientes têm maiores chances de ataques cardíacos, AVCs e doenças crônicas — alertou Ebru.

 

Fonte: O Globo | Imagens: Divulgação

- As opiniões aqui expressas são as do autor e não refletem necessariamente as da Labor Import. A empresa não assume qualquer responsabilidade por erros nas informações aqui contidas, nem por qualquer dano que possa decorrer do uso delas ou da confiança nelas.
  • Se preferir, escolha o assunto :)

  • Tags

  • Posts Recentes