Menu

Paramentação no Centro Cirúrgico

25/10/17

Da área física à vestimenta, um setor restrito de extremo cuidado que faz toda a diferença

O centro cirúrgico é um lugar especial dentro do hospital, convenientemente preparado e que segue um conjunto de requisitos que o tornam apto à prática de cirurgias.

 

No conjunto hospitalar é a divisão mais importante, pois lá é que são executadas as ações médicas decisivas, as cirurgias, exigindo, de tal modo, detalhes minuciosos em seu planejamento e construção, para garantir o cumprimento de técnicas assépticas, instalação de equipamentos específicos que facilitem o ato cirúrgico.

Em sua construção deve-se ressalvar: localização, área, estrutura, composição física, salas de cirurgia, equipamentos e materiais, administração e regulamentos. A localização deve oferecer tanto segurança quanto boa aplicação das técnicas assépticas, ficando distante de locais de grande circulação, ruído e poeira.

  • NA ÁREA FÍSICA:
  1. Vestiário;
  2. Conforto médico;
  3. Sala de anestesia;
  4. Sala de enfermagem;
  5. Sala de estoque de material e medicamentos;
  6. Área para recepção de pacientes;
  7. Sala de operação;
  8. Sala para equipe de limpeza e elementos de apoio (banco de sangue, raios X, laboratórios, anatomia patológica, auxiliares de anestesia, segurança e serviços gerais – engenharia clínica ‒ parte elétrica, hidráulica e eletrônica).
  • ESTRUTURA, MATERIAIS E EQUIPAMENTOS:
  1. Tamanho das salas;
  2. Portas largas.
  • NAS SALAS CIRÚRGICAS:
  1. Pisos de superfície lisa;
  2. Paredes acústicas;
  3. Teto de material lavável;
  4. Janelas que não permitam entrada de poeira e insetos;
  5. Iluminação com ausência de sombras e reflexos;
  6. Ventilação com temperatura ambiente;
  7. Renovação do ar e umidade adequada;
  8. Lavabo com misturadores para água.

A sala de cirurgia é um local estéril e nele deve-se ter:

  1. Mesa de operação com comandos de posição na cabeceira, ou mesa própria para a especialidade a que se destina;
  2. Mesas auxiliares para o instrumental;
  3. Mesa para o anestesista e seus medicamentos;
  4. Aparelhos de anestesia e respiradores, foco de luz; para a enfermeira, prateleiras para a guarda de fios, campos e instrumental.
  5. A sala de cirurgia deve abrigar aparelhos auxiliares como bisturi elétrico.

MATERIAL CIRÚRGICO: 

Basicamente, um procedimento cirúrgico segue três etapas principais: diérese, hemostasia e síntese.

  1. DIÉRESE: Corte Bisturi, tesoura

PREENSÃO ‒ Apanhar estruturas, pinça anatômica e dentes de rato.

  1. HEMOSTASIA: Pinçamento de vasos pinças hemostáticas (Halsted, Kelly)

EXPOSIÇÃO ‒ Afastamento de tecidos Afastadores (Farabeuf, Gosset etc.).

ESPECIAL ‒ Própria Pinça de Abadie – cirurgia gástrica.

Pinça de Potts – cirurgia vascular

  1. SÍNTESE: União de tecidos (agulhas e porta-agulhas)

EXPOSIÇÃO

  1. SÍNTESE OU SUTURA

 

PARAMENTAÇÃO CIRÚRGICA

Paramentação cirúrgica é a vestimenta específica e apropriada aos procedimentos realizados no Centro Cirúrgico. De acordo com a tradição, inclui o uniforme privativo (calça e blusa), propé ou sapato privativo, gorro, máscara, avental cirúrgico e luva cirúrgica.

 

Avental Descartável – Não Estéril
Avental Descartável – Não Estéril
Luvas Nitrílicas para Procedimentos
Luvas Nitrílicas para Procedimentos
Luvas em Látex para Procedimentos
Luvas em Látex para Procedimentos

 

 

 

 

 

 

Sapatilha Propé Descartável
Sapatilha Propé Descartável
Máscaras Cirúrgicas – com Elástico
Máscaras Cirúrgicas – com Elástico
Touca Descartável
Touca Descartável

 

 

 

 

 

 

 

Ressalta-se que a utilização do uniforme privativo deve ser restrita ao ambiente do Centro Cirúrgico, com o objetivo de proteção aos profissionais envolvidos no cuidado ao paciente em tal unidade crítica. As roupas da rua nunca devem ser usadas em áreas semirrestritas ou restritas do centro cirúrgico.

Deve haver um ponto de demarcação entre as áreas de circulação sem restrição e as semirrestritas que ninguém pode ir, a menos que esteja adequadamente paramentado, sendo que este deve incluir gorro ou capuz, propés e máscara facial. É também uma forma de facilitar o atendimento em casos de emergência e proporcionar o acesso as áreas restritas com maior rapidez e, consequentemente, diminuir a morbidade e mortalidade na instituição.

 

- As opiniões aqui expressas são as do autor e não refletem necessariamente as da Labor Import. A empresa não assume qualquer responsabilidade por erros nas informações aqui contidas, nem por qualquer dano que possa decorrer do uso delas ou da confiança nelas.
  • Se preferir, escolha o assunto :)

  • Tags

  • Posts Recentes



  • Avise-me quando chegar Nós vamos lhe informar quando o produto chegar em nosso estoque. Basta deixar seu email abaixo.
    Email Nós não vamos compartilhar seu email com ninguém.